Voltar à página inicial
INFORMATIVO ARMAZÉM MEMÓRIA. Cadastre seu e-mail: |
Bibliotecas
Bibliotecas
Hemerotecas
Hemerotecas
Documentos
Documentos
Artigos
Artigos
Atividades
Atividades
Legislação
Legislação
Todos
Todos
Saiba como utilizar o Acervo Armazém Memória.   .: Clique Aqui :. 1ª Visita, baixar o plugin   .: Clique Aqui :.
Brasil Nunca Mais Luta Pela Terra Movimento Sindical Direitos da Criança Paulo Freire Comunicação Popular Reforma Sanitária
 Visualizar mais Centros |
Skip Navigation Links
Quem Somos
Atividades Expand Atividades
Notícias
Produção CD-Rom
Projetos
Campanhas
Acervos Pessoais
Links
Fale Conosco
Selo Direitos Nota 10
http://www.memoriasreveladas.arquivonacional.gov.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?tpl=home
http://www.arquivoestado.sp.gov.br
http://www.cedecainter.org.br
http://www.torturanuncamais-sp.org
http://www.pernambucoestadodepaz.org.br
| voltar


Projeto Brasil Nunca Mais, na Internet



A primeira fase deste esforço em abrir acesso digital para o trabalho empreendido entre 1979 e 1985 por uma equipe junto ao cardeal Dom Paulo Evaristo Arns e ao pastor Jaime Wrigth, foi concluída  a partir de projeto desenvolvido pelo Instituto Paulo Freire, em parceria com o Armazém Memóra e financiamento da FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério de Ciência e Tecnologia.

Realizamos as seguintes metas com este projeto:

1- A digitalização e  indexação da íntegra do Relatório do Projeto Brasil Nunca Mais.
2- A digitalização de 80% das fontes citadas no Relatório. ver lista.
3- A criação do Centro de Referência Virtual Brasil Nunca Mais.
4- A tomada de depoimentos de membros da equipe que realizou o projeto Brasil Nunca Mais.
5- A criação de um cd-rom virtual de acesso ao material digitalizado.
6- O mapeamento de acervos ligados à memória da resistência à ditadura militar.
7- A apresentação do projeto Armazém Memória a vários Centros de Documentação.

Após a conclusão deste projeto outros conteúdos foram incorporados ao Centro de Referência Virtual Brasil Nunca Mais pelo projeto Armazém Memória, ou seja:

O processo do "Caso Riocentro" doado para digitalização por Vladimir Sachetta.

Duas pastas com documentação sigilosa reunidas por Dom Paulo Evaristo Arns do Acervo da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo.

O relatório de Inês Etienne publicado no Pasquim.

Os Atos Institucionais e os Atos do Comando Suprem da Revolução, editados pelo regime militar. 

Vários títulos de livros. 

No momento estamos buscando viabilizar:
 
A 2ª Etapa do Projeto de Digitalização do Brasil Nunca Mais. Ver proposta.

A produção de um cd-rom virtual sobre a ANISTIA. Ver proposta.

Coletando autorizações de autores para a inclusão de mais livros na biblioteca e a viabilização dos livros já autorizados e não digitalizados.

Ajude o Armazém a realizar estas propostas.


| voltar

© 2006 - 2014 Armazém Memória